O PAPEL DO ESTRESSE OXIDATIVO DETECTADO NO LÍQUIDO FOLICULAR DE PACIENTES INFÉRTEIS SUBMETIDAS À...

REPRODUÇÃO ASSISTIDA

Pós-graduando: Eleonora Bedin Pasqualotto Orientador: Prof. Dr. Vicente Mário Valentino Izzo Data da defesa: 30/07/02 Foram analisados 115 folículos de 41 pacientes que se submeteram à fertilização in vitro e transferência embrionária (FIVeTE) com o objetivo de determinar: 1. A presença e os níveis de peroxidação lipídica (LPO) no líquido folicular destas pacientes. 2. A presença e a capacidade antioxidante total (CAT) no líquido folicular destas pacientes. 2. A presença e a capacidade antioxidante total (CAT) no líquido folicular destas pacientes. 3. A existência de correlação entre estes níveis com maturidade oocitária, qualidade embrionária e taxas de fertilização, clivagem e gestação. A hiperestimulação ovariana foi realizada com associação de acetato de leuprolide e hormônio estimulante folicular recombinante (FSHr). A captação foi guiada por ultra-sonografia transvasginal. Cada folículo separadamente e seu líquido não foi misturado com o meio de cultura; entretanto, líquidos foliculares com contaminação sangüínea foram excluídos. Os oócitos foram classificados, quanto à maturidade, segundo VEECK. Os embriões foram transferidos tr~es dias após a captação oocitária. O suporte de fase lútea foi realizado com progesterona gel, via vaginal. A gestção clínica foi determinada pela presença de embriãointra-uterino, com batimento cardíacovisualizado por meio de ultra-sonografia transvaginal. Determinou-se a peroxidação lipídica (LPO), no líquido folicular , pelo método do ácido tiobarbitúrico e a capacidade antioxidante total (CAT), pelo teste potencializadfor da quimiluminescência. A média dos níveis de LPO detectada foi 0,95 µmol MDA/ml, enquanto a de CAT foi de 819,16 mEq Trolox. Não houve correlação entre a idade das pacientes e os níveis de LPO e CAT. Não observou-se correlação significante entre os valores de LPO e CAT com a maturidade oocitária, taxas de fertilização, clivagem e qualidade embrionária. Quando os valores de LPO e de CAT foram comparados com as taxas de gravidez, detectou-se correlação positiva (r=0,381, p=0,014 e r=0,522, p=0,003 respectivamente). O presente estudo estabeleceu presença de peroxidação lipídica e de capacidade antioxidante total, com valores mensuráveis, no líquido folicular de pacientes submetidas à fertilização in vitro. A correlação positiva entre as taxas de gestação e os valores de LPO e CAT significa que ocorre intenso metabolismo oxidativo no folículo em desenvolvimento e que este não é prejudicial à formação e posterior implantação embrionária.

0 visualização

Posts recentes

Ver tudo

SECRETARIA EXECUTIVA

Rui Madureira

Tel.: 11 98176-2323

DESIGN E TRANSMISSÃO

Monjon Design (Bruno)

Tel.: 11 93455-8141

TERMOS

marca_com_sombra-04-bx.png
  • Facebook
  • Instagram