Ação dos análogos do GnRH na estrutura do leiomioma uterino de mulheres nuligestas

Pós-Graduando: Nilo Bozzini Orientador: Domingos Auricchio Petti Data de Defesa: 07/12/1999

Foram estudadas no Depto. de Obst. e Gin. do HC/FMUSP, no período de 1994 a 1998, 67 mulheres portadoras de leiomiomas do útero com idade de 24 a 39 anos, nuligestas e desejosas de gravidez. Destas, 31 receberam goserelina 3,6mg a cada 28 dias durante 6 meses (grupo I) e 36 não receberam medicação (grupo II ou controle). Das pacientes que receberam medicação, 16 apresentaram redução volumétrica igual ou menor a 36% (subgrupo Ia) e outras 15, redução maior do que 36% (subgrupo Ib). Todas foram submetidas à miomectomia e os nódulos foram encaminhados para estudo anatomopatológico. Um único leiomioma de cada mulher foi submetido ao estudo histoquímico e imuno- histoquímico para avaliação das concentrações de receptores de estrógeno e progesterona, de vasos sanguíneos, de colágeno, do AgNOR e da celularidade. Observou-se que o grupo que apresentou maior redução volumétrica após o uso dessa medicação mostrou variações de concentração de receptores de estrógeno (p<0,001) e de progesterona (p=0,019), de vasos sanguíneos (p=0,060), de colágeno (p=0,048), do AgNOR (p=0,321) e do número de células (p=0,221) em relação a outro subgrupo Ia e ao grupo II (grupo controle). Como conclusão, observou-se que o análogo do GnRH está relacionado à diminuição da concentração de receptores de estrógeno, porém não apresentou influência uniforme nos receptores de progesterona, nos vasos sanguíneos, no colágeno e na celularidade desse tumor.

0 visualização

Posts recentes

Ver tudo

SECRETARIA EXECUTIVA

Rui Madureira

Tel.: 11 98176-2323

DESIGN E TRANSMISSÃO

Monjon Design (Bruno)

Tel.: 11 93455-8141

TERMOS

marca_com_sombra-04-bx.png
  • Facebook
  • Instagram