top of page

A sexualidade na consulta ginecológica



Palestra disponível na íntegra no Portal GinecoUSP. Clique aqui e acesse.


Resumo em tópicos da reunião clínica "A sexualidade na consulta ginecológica", realizada pelo Prof. Dr. Theo Lerner, Doutor em Ginecologia, Chefe do Setor de Sexualidade Feminina da Divisão de Ginecologia do HC-FMUSP:


  • Contexto da abordagem da sexualidade na consulta ginecológica:

  • Profissionais muitas vezes têm dificuldade e vergonha de abordar o tema.

  • Ênfase na importância de discutir sexualidade na formação dos profissionais de saúde.

  • Toda consulta ginecológica envolve sexualidade:

  • Sexualidade é um aspecto presente, independente da queixa principal.

  • Importância de considerar a intimidade da paciente em todas as consultas.

  • Abordagem das disfunções sexuais na consulta:

  • Definição de critérios para diagnóstico de disfunção sexual pela OMS.

  • Necessidade de frequência, persistência e sofrimento clinicamente significativo.

  • Principais disfunções abordadas: desejo hipoativo, excitação sexual, disfunção orgásmica e disfunções ejaculatórias.

  • Discussão sobre desejo sexual:

  • Considerações sobre desejo espontâneo e responsivo.

  • Avaliação da relação entre desejo e estimulação sexual.

  • Abordagem clínica na consulta:

  • Importância de utilizar linguagem adequada e evitar julgamentos morais.

  • Uso de perguntas abertas para permitir que a paciente se expresse livremente.

  • Diagnóstico e exame físico:

  • Diagnóstico clínico baseado na história da paciente.

  • Exame físico necessário para descartar causas orgânicas.

  • Exames laboratoriais e anamnese:

  • Exames laboratoriais não diagnosticam disfunções sexuais.

  • Anamnese detalhada inclui histórico sexual, antecedentes médicos e contexto emocional.

  • Principais queixas e causas a serem investigadas:

  • Diminuição de desejo, dor na relação, dificuldade de orgasmo.

  • Considerações sobre o contexto do desejo sexual e sua complexidade.

  • Conclusão:

  • A sexualidade deve ser rotineiramente abordada em consultas ginecológicas.

  • Importância de uma abordagem sensível e individualizada para cada paciente.

  • Perguntas e respostas adicionais sobre problemas sexuais dos pacientes e suas soluções.

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page