CLIMATÉRIO: O QUE VOCÊ DEVE SABER

Angela Maggio da Fonseca Vicente Renato Bagnoli Josefina Odete Polak Massabki Wilson MaçaYuki Arie

O que é climatério? Climatério é a fase da vida da mulher que ocorre dos 40 aos 65 anos. Fases da vida da mulher: infância, adolescência, reprodutora, climatério e senilidade.

O que é menopausa? Menopausa é a última menstruação, a qual ocorre no climatério. O início da menopausa é variável, no nosso meio em geral a última menstruação acontece dos 45 aos 50 anos. Menopausa precoce ou prematura quando ocorre antes dos 40 anos. Menopausa tardia quando ocorre após os 50 anos.

Por que ocorre a menopausa? A menopausa ocorre em decorrência do envelhecimento de todo o organismo e principalmente dos ovários. Os ovários são estruturas esbranquiçadas localizados ao lado das trompas e do útero. Ao nascer, a mulher traz em seus ovários todos os óvulos que serão liberados durante seus anos reprodutivos. Quando a mulher atinge a menopausa os ovários estão esgotados devido ao desgaste ocorrido na fase reprodutora. Primeiro a mulher para de ovular e depois de menstruar, porque nesta fase diminuem os hormônios femininos (substâncias produzidas pelos ovários).

Por que desaparecem as menstruações? As menstruações desaparecem porque os ovários envelhecem e acabam os óvulos.

Na menopausa os hormônios desaparecem? Nesta fase os ovários mudam a produção hormonal pois ocorre esgotamento dos óvulos e fica só o estroma do ovário. O estroma produz hormônios masculinos (androgênios) que na gordura de todo o organismo são transformados em hormônios femininos (estrogênios).

Quais os sintomas mais freqüentes? Os sintomas são bastante variáveis, enquanto umas mulheres não sentem nada, outras tem várias manifestações como: ondas de calor (fogachos), insônia, batedeira, cansaço, dores nas juntas, depressão, dor de cabeça, vagina seca, ansiedade, dores ósseas, irritabilidade, suor frio , etc.

Por que a vagina seca? A vagina seca porque diminuindo os hormônios, diminui a lubrificação vaginal. Mas existem soluções como: cremes ou óvulos vaginais contendo hormônios ou lubrificantes.

Por que aumenta a queda de cabelos na menopausa? Neste período são observadas as seguintes alterações nos cabelos: o embranquecimento que inicia nas têmporas, disseminando, gradualmente pelo couro cabeludo, dependendo da raça e da hereditariedade. A queda ocorre de maneira difusa pois tornam-se mais finos e quebradiços. Tenha os seguintes cuidados: - use pentes grossos e de madeira, - massageie com as pontas dos dedos todas as noites o couro cabeludo pois ativa a circulação, - se a queda persistir procure um médico.

Deve-se evitar gravidez na menopausa? Deve-se evitar até um ano após a parada completa das menstruações. Depois deste período não existe mais risco de engravidar. Existem várias opções para evitar gravidez nesta fase, entre elas: o DIU (dispositivo intra-uterino), o diafragma (anel de borracha colocado antes da relação e retirado 8 horas após o coito), geléias espermicidas. A tabelinha deve ser evitada, assim como o controle do muco, pois nesta fase são comuns as alterações menstruais. As pílulas e as injeções com hormônios podem ser utilizadas em alguns casos, sempre sob supervisão médica.

Câncer de mama: os riscos aumentam? A faixa etária de maior mortalidade do câncer de mama está no climatério. Neste período a prevenção do câncer deve sempre ser feita. Além do exame médico, outros exames como a mamografia (RX das mamas) e o ultrassom das mamas ajudam na descoberta. Sempre fazer a autopalpação: no banho (sinta se tem algum caroço ou saliência), em frente ao espelho (com os braços caídos e depois erguidos, veja se tem alguma alteração na pele e nos mamilos), deitada (com movimentos circulares em cima e em baixo pressionando e começando de baixo para os mamilos) e apertando o bico (suavemente veja se sangra ou tem líquido).

Câncer do útero é mais freqüente? Da mesma forma que o câncer mamário, o câncer do útero também tem alta incidência nesta faixa etária. Os exames periódicos permitem a sua prevenção. Entre estes exames está o ultrassom feito pela vagina.

Os enfartos aumentam nesta fase? Os enfartos são as principais causas de morte após os 50 anos. O tratamento hormonal previne contra esta doença.

O que acontece com os ossos na menopausa? Cerca de um terço das mulheres na menopausa tem um processo de enfraquecimento dos ossos (osteoporose) que pode ter conseqüências sérias e pode levar a fraturas. Existem exames que medem a densidade do osso e assim permitem verificar a perda anual. Um destes exames é a densitometria óssea. Fazendo o controle e o tratamento é possível evitar a osteoporose.

O fumo e a bebida são prejudiciais? Evite o fumo e procure ingerir o mínimo possível de álcool. Estará melhorando as condições circulatórias e permitindo melhor aproveitamento do cálcio que evita a osteoporose.

A menstruação pode voltar? O aparecimento da menstruação depois de um ano da menopausa deve ser motivo de preocupação e o médico deverá ser avisado.

A sexualidade diminui? O sexo, na verdade, vai depender do que ele significava até esta idade, e não da intensidade dos sintomas físicos, ou seja, quem estava bem sexualmente continuará bem.

Quais os cuidados que devem ser tomados na menopausa? Na menopausa recomenda-se: 1. Cuidados com a alimentação; 2. Exames periódicos para afastar as doenças, fazer a prevenção do câncer e verificar as condições do osso, das gorduras no sangue, a textura da pele, a lubrificação da vagina, etc; 3. Andar bastante, pelo menos uma hora por dia.

Quais os cuidados com a alimentação? A dieta deve ser rica em cálcio e pobre em gorduras e açúcares. Devem-se evitar os alimentos ricos em colesterol. Alimentos não recomendados: leite integral, creme de leite, manteiga, queijos integrais curtidos ou cremosos, frituras, sorvete cremoso, gema de ovo, tortas, bolos, biscoitos, abacate, coco, banha de porco, bacon, chocolates, camarão, miúdos, carne de porco. Alimentos recomendados: leite desnatado, queijo branco, ricota, iorgute, vegetais verdes, peixes, aves sem pele, carne magra (cozidas, assadas ou grelhadas sem gordura), e muita fruta, principalmente as ricas em água (laranja, melão, melancia, abacaxi). Beber bastante água. Evitar tomar muito café. Faça refeições leves e frequentes. Diminua o consumo de sal.

Devem-se tomar hormônios na menopausa? Os hormônios devem ser tomados sempre sob orientação médica. O médico é importante, pois ajuda a entender o que está acontecendo com o seu corpo e encontrar um novo equilíbrio. O tratamento consiste na substituição dos hormônios que os ovários deixaram de produzir. Importante: não mude o esquema de tratamento por conta própria, qualquer coisa avise seu médico.

Como os hormônios podem ser usados? Os hormônios podem ser usados na forma de comprimidos por via oral, em injeções por via intramuscular, na forma de cremes (para serem colocados na pele ou na vagina) e na forma de adesivos. Cada tipo tem uma indicação, por isso sempre devem ser usados sob supervisão médica.

Os exercícios físicos são recomendáveis? Procure fazer exercícios regulares, como caminhada (uma hora por dia, pelo menos). A natação e a dança ajudam a fortalecer os músculos e os ossos. Deve-se evitar os exercícios aeróbicos, pois os ossos estão mais frágeis e podem ocorrer fraturas. Sempre beber bastante água após os exercícios físicos.

O que fazer para retardar o envelhecimento da pele? Alguns procedimentos poderão ajudar nesta questão; uso de creme hidratante, sobretudo à noite. Alimentação adequada e massagens localizadas.

Quais os resultados esperados do tratamento da menopausa? Com a reposição hormonal, ocorre redução na frequência e intensidade das ondas de calor, dos distúrbios do sono, alívio dos sintomas vaginais e urinários e retarda o envelhecimento da pele, diminui a ansiedade e irritabilidade.

Os hormônios engordam a mulher na menopausa? O tratamento com hormônios naturais em doses adequadas não engordam, pelo contrário, estabilizam o peso que tende a aumentar nesta idade.

Os hormônios dão câncer? Estudando cada caso os médicos têm condições de dar o hormônio adequado para cada mulher e desta maneira não há este risco.

Quanto tempo deve-se tomar hormônios? A decisão final do tratamento hormonal na menopausa e o tempo que deverá ser tomado devem sempre ser feitos pelo médico, pois só ele poderá avaliar os benefícios, as indicações e as contra-indicações das várias formas de tratamentos disponíveis. Nunca se deve iniciar o tratamento com hormônios pela simples recomendação de amigas ou outras pessoas.

Qual o papel das vitaminas? As vitaminas principalmente as E, C, B6 e A têm ação antioxidante no metabolismo celular conferindo proteção no envelhecimento e quando há deficiência na ingestão das mesmas. Não devem ser utilizadas sem orientação médica.

Deve-se mudar os hábitos na menopausa? Os hábitos não devem ser mudados, mas recomenda-se: usar roupas leves, procurar ficar em ambientes frescos e ventilados, evitar banhos muito quentes, procurar urinar com mais freqüência e sempre tentar segurar a urina no meio da micção, treinando assim a musculatura da uretra.

Menopausa é o fim da vida? Não, pelo contrário, como nesta fase a vida já está estabilizada procure o convívio social, aproveite para fazer o que você não teve oportunidade de fazer antes em virtude de afazeres domésticos como: cursos, viagens, danças e outros lazeres. Aproveite para ser feliz.

Para médicos

Recomendações para o uso dos hormônios no climatério. Position statement – The North American Menopause Society. Menopause 2010; 17(2):242-255. Estrógenos e progestógenos estão indicados:

Sintomas vasomotores: ondas de calor – moderada a severa e consequências (insônia, irritabilidade, piora da qualidade de vida).Sintomas vaginais e função sexual – atrofia vulvar e vaginal; secura vaginal; dispareunia; vaginite atrófica; os hormônios aumentam o fluxo de sangue e melhoram a lufribicação. Não é recomendado para tratamento de outros problemas da função sexual, incluindo diminuição da libido.Incontinência urinária – de urgência que tem atrofia vaginal; infecções urinárias de repetição (TH é recomendada). Pura e por esforço; bexiga hiperativa (TH controversa). O mecanismo é por efeito proliferativo direto na uretra e epitélio da bexiga, restaurando a flora de lactobacilos na vagina. Mantendo o pH ácido e diminuindo a colonização da vagina por patógenos associados com a infecção do trato urinário.Osteoporose – há evidências que a terapia hormonal reduz o risco de fraturas osteoporóticas na pós-menopausa.Doença coronariana – prevenção primária é válida; melhora perfil lipídico; menos placas de ateroma nas artérias.Parece haver um período oportuno para se iniciar a TH com a finalidade preventiva sobre as consequências deletérias da deficiência estrogênica no risco cardiovascular. Quando ultrapassada esta fase a TH não seria eficaz. As divergências ocorrem pelo tempo de iniciação dos hormônios em relação à proximidade da menopausa.Derrame cerebral – nenhum regime de terapia hormonal deve ser usado para prevenção primária ou secundária. Tromboembolismo venoso – aumenta risco com terapia hormonal via oral.Dano de demência e declínico cognitivo – não há evidências da terapia hormonal na prevenção do dano de demência.Humor e depressão – evidências são insuficientes para sustentar o uso de terapia hormonal para o tratamento de depressão em geral.Câncer de mama – estrógenos isolados por menos de 5 anos tem pequeno impacto; estrógenos + progestógenos o risco é aumentado por mais de 5 anos.Após câncer de mama – TH não é recomendada.Menopausa precoce – benefícios potencialmente maiores que os riscos.Indicação – estrógenos em pequenas doses; associar progestógenos nas pacientes com útero para proteção endometrial. Estrógenos via vaginal para melhorar a atrofia, não é indicado o uso de progestógeno.

0 visualização

E-mail:  eventos.secretaria@uol.com.br

Tel:   (11) 2272-4301  (11) 99529-8202 

SECRETARIA EXECUTIVA

AGÊNCIA DE VIAGENS LEVITATUR

TERMOS

Site e Transmissões:

simbolo-da-marca-png.png