top of page

Como escolher o anticoncepcional na Adolescência



Palestra disponível na íntegra no portal GinecoUSP. Clique aqui e acesse.


Resumo em tópicos da reunião clínica "Como escolher o anticoncepcional na Adolescência", realizada pela Prof. Dra. Isabel Sorpreso, professora Associada da Disciplina de Ginecologia da Faculdade de Medicina da USP.


  • Desafios na escolha de anticoncepcionais na adolescência: Diversos aspectos individuais a serem considerados.

  • Limitações da literatura sobre o uso de métodos contraceptivos na adolescência.

  • Importância do aconselhamento reprodutivo baseado nos critérios de elegibilidade da Organização Mundial de Saúde e preferências da paciente.

  • Necessidade de criar ambientes de confiança e realizar anamnese e exame físico na assistência ao adolescente.

  • Considerações na escolha do metodo contraceptivo: anticoncepção, eficácia, experiência sexual, preferências da paciente e acesso aos métodos.

  • Aspectos éticos: Confidencialidade e consentimento do adolescente e responsável legal.

  • Recomendação crescente de métodos contraceptivos de longa duração.

  • Fatores associados à escolha do método contraceptivo: Idade, etnia, religião, situação socioeconômica e paridade.

  • Influência do fator econômico na escolha de métodos contraceptivos.

  • Métodos contraceptivos oferecidos na Unidade Básica de Saúde, incluindo implante subdérmico e dispositivo intrauterino hormonal e não hormonal.

  • Todos os métodos contraceptivos são viáveis para adolescentes.

  • Preferência por métodos modernos e eficazes devido a taxas de falha mais altas em métodos de barreira e comportamentais.

  • Não há restrição de idade para utilização de métodos contraceptivos.

  • Priorização de métodos de longa duração reversíveis pela eficácia e segurança.

  • Estudos demonstram que entre adolescentes deve/se discutir e ofertar analgesia durante a inserção de dispositivos intrauterinos.

  • Aconselhamento reprodutivo antecipatório é fundamental para adolescentes e eventos adversos.

  • Possível associação entre progestagenios e aumento de peso.

  • Benefícios dos contraceptivos hormonais combinados na redução do ciclo menstrual e síndrome pré-menstrual.

  • Uso prolongado pode levar à supressão ovariana e redução do sangramento menstrual.

  • Discussão sobre eventos tromboembólicos e contracepção hormonal em mulheres.

  • Baixa incidência em adolescentes em estudo multicêntrico com uso de estrogenios naturais por via oral.

  • Recomendação de considerar risco de tromboembolismo na escolha do método contraceptivo.

  • Professor José Alcione ressalta a Importância do aconselhamento contraceptivo e disponibilidade de métodos.

  • Facilidade de convencer adolescentes quando acompanhadas pela mãe.

  • Recomendação global de oferecer aconselhamento e métodos contraceptivos em todas as consultas.

  • Importância de aconselhamento livre de preconceitos religiosos ou filosóficos.

  • Professor Baracat fez encerramento com votos de felicitações pelo Dia Internacional da Mulher.

Posts recentes

Ver tudo

Kommentare


bottom of page